BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010





- Porque você foge das coisas ?
... Eu não fujo
- Claro que você foge.
... não, eu não fujo.
- Ah então me fala quando você viveu um amor até o final ?
... não sei.
- E quando arriscou mesmo sabendo que talvez ele não te amasse mais ?
... não me lembro
- Ja sentiu a borboleta no estomago, e foi correndo beber água pra mata-las afogadas ?
... é talvez eu fuja mesmo.
- Talvez ?
... tá, tá tá. Eu admito eu fujo sempre.
- Por medo ?
... sim.
- Por amor ?
... to indo nessa, preciso correr, pra manter a forma sabe.
- Tá vai lá, já acostumei com você sempre fugindo, já acostumei tanto que eu nem vou mais atrás.




(* As vezes meu subconsciente, me coloca na parede *)

5 comentários:

patyemo disse...

Sempre aparece alguem pra colocar a gente contra parede[rsrsrs]

bju:)

Jèeh disse...

todo mundo corre das coisas que dão medo, acho que ja eh normal isso. Mas um dias as pessoas mudam, qndo elas veem que realmente vale a pena ;D

Thaís. disse...

Adorei.

Tati Rodrigues disse...

cenas cotidianas... qdo vamos entender afinal que o medo se opõe ao amor?

anaa ' disse...

Olá *-*
não sei se lembra de mim, do blog "confissões de uma adolescente em crise". Venho avisar que estou de volta, com um novo blog *-* "Where Rainbows End" - te espero lá :)
beeijos